Paulo Cunha

Musique-se

Paulo Cunha

Convites à medida

Institucionalizou-se divulgar eventos culturais (pagos), convívios sociais (pagos), aniversários (pagos) e jantares (pagos) através de convite. Cedo, fui ensinado que quem convida quer proporcionar o prazer da sua presença e, usufruindo da nossa companhia, tudo faz e providencia para oferecer e partilhar; se não, não convida!

Tome-se como exemplo a quantidade de concertos, representações, atuações e performances para que somos convidados, através das redes sociais, e que afinal de contas são convites para comprar um bilhete.

Sempre tomei como princípio convidar quem quero e quem posso, não vulgarizando e fazendo confundir a palavra CONVITE com promoção e angariação de fundos. Assim sendo, poupem-me para certos “convites” ... porque se eu quiser ir, irei pelo meu pé!

Durante dez anos presidi à direção duma instituição cultural que, quando podia, convidava os seus associados e demais interessados para as suas atividades. Nunca nos “passou pela cabeça” solicitar aos convidados que pagassem ingresso, pois se os convidávamos era porque já tínhamos os custos da produção assegurados.

Hoje, já só na qualidade de “mero” apreciador e divulgador de cultura, recebo imensos convites de várias instituições para me deslocar aos seus eventos pagos. Deixo aqui um “mero” conselho a essas instituições e organismos: substituam a palavra Convido por Divulgo.

Tal como não devemos oferecer seja o que for com o intuito de receber o equivalente ou mais em troca, também não devemos convidar com o intento de extorquir o convidado. Felizmente, em boa altura, aprendi que tais propósitos não são muito cristãos.

Qualquer segunda (ou terceira) intenção deita imediatamente a perder o prazer de ser convidado. É, por isso (no séc. XXI), um privilégio ser convidado - apenas - pelo gozo da nossa presença.

Tal como eu, muitas pessoas cresceram a dar o devido e correto valor à palavra CONVITE. E porque quando saio de casa, por convite, para um conCerto, fico desiludido quando, à entrada, me deparo com um conSerto.